Canal do Saber - Soluções Educacionais

Espaço dedicado à produção de informações em Educação a Distância (EAD), com ênfase à graduação, pós-graduação e extensão; apoio ao aluno, elo entre universidade e estudante, referência em geração de conhecimento.

Educação permanente e as mudanças no mercado de trabalho


Education concept

O mercado de trabalho atual requer um profissional diferente dos que estávamos acostumados a encontrar poucos anos atrás. Ele deve, por exemplo, saber trabalhar em equipe, cooperar e participar de diferentes processos organizacionais, ter competências técnicas múltiplas, saber analisar e propor mudanças com maior autonomia e buscar incessantemente por novos conhecimentos e ideias. Resumindo, ele deve estar sempre em busca da sua educação permanente.

Para facilitar o entendimento deste conceito, buscamos o artigo “Educação continuada em enfermagem psiquiátrica: reflexão sobre conceitos”, produzido pela pesquisadora Maria da Graça Girade, que faz a seguinte constatação:

“A educação permanente pode ser definida como um processo de ensino e aprendizagem dinâmico e contínuo, tendo como finalidade a análise e aprimoramento da capacitação de pessoas e grupos, para enfrentarem a evolução tecnológica, as necessidades sociais e atenderem aos objetivos da instituição a que pertencem.”

Sendo assim, o trabalho de um profissional que busca a educação permanente deve ser mais analítico e não apenas robotizado, em série. Ele deve aprender a fazer seu trabalho, mas também deve aprender a aprender e a pensar criticamente sobre suas atividades.

 

A educação permanente vai além do ensino formal

 

Apesar das instituições de ensino serem requisitos importantes em qualquer processo educacional, a educação permanente transcende as salas de aula e passa também pelas experiências de vida das pessoas. Sendo assim, por combinar ensino pedagógico com as experiências políticas, é também uma maneira de exercer nossa cidadania.

Diante desses fatos, podemos concluir que esse ensino não acaba na hora que a criança sai da escola ou que o jovem termina sua graduação – e nem mesmo no momento em que o profissional termina sua pós-graduação. A busca pelo conhecimento é natural do ser humano e nunca acaba. Além disso, essa realidade do estudo constante e da vivência nos ambientes de trabalho, combinada com o avanço das tecnologias da informação e comunicação, tem facilitado o acesso e democratização da educação a distância. Por isso, ela pode e deve ser usada como uma estratégia de educação permanente.

EaD na Educação permanente

 

Como comentamos no post “5 Vantagens do Ensino a Distância”, os cursos online possuem a característica de serem flexíveis e depender bastante do esforço e dedicação dos seus alunos. Por isso, exigem mais disciplina e responsabilidade dos seus estudantes, que são alguma das características fundamentais aos estudantes permanentes.

A enfermeira Marluce Alves Nunes Oliveira, em seu artigo “Educação à Distância como estratégia para a educação permanente em saúde: possibilidades e desafios”, produzido para a Revista Brasileira de Enfermagem, afirma que

“A EAD surge como ferramenta estratégica importante de sobrevivência pessoal e profissional. Como conseqüência da globalização, de aumento assustador de níveis de concorrência, e do agravamento da desigualdade social no país. Além disso, a EAD impulsiona as organizações que lutam por manter-se e por ganhar espaços em seus mercados.”

Portanto, nessa nova realidade, o papel do ensino a distância será acelerar e qualificar o processo de aprendizado, formando profissionais que saibam criar e analisar criticamente novas ideias.

E você, quer acelerar seu processo de aprendizado? Então leia nosso e-book “Guia – Como escolher sua faculdade a distância” e veja os fatores que você deve considerar na hora de escolher uma instituição de ensino a distância.


Categorias: Artigos

Tags: , ,